Excelente filme de relacionamento de pai com filho e neto com avô. Muito bacana. Uma ótica totalmente masculina, mas sem perder a sensibilidade.

Não deixem de assistir este drama de alta qualidade. O elenco é na medida certa!

Sinopse:

Ray Cutter (John Travolta) era um prodígio das artes quando criança, mas hoje organiza sua fuga da prisão. Assim como seu pai, ele é um pequeno ladrão, que se deixou levar ao longo dos anos. Para poder passar mais tempo com seu filho, que esta doente, Ray e seu pai devem se unir e realizar um último grande trabalho para o sindicato que financiou sua libertação.

O impostor filme 2014 The Forger movie 2014

Até mais.

Mark Ruffalo vive uma personagem chamada Cameron que é um pai bipolar, o qual tenta reconquistar o amor e a confiança de sua esposa e de suas duas filhas assumindo a responsabilidade de cuidar delas na ausência temporária da mãe, mas as meninas não irão tornar essa missão nada fácil, pedindo algo mais de Cameron.

O filme Sentimentos que Curam traz uma família tentando lidar com problemas emocionais.

O drama passa-se nos anos de 1970. Dessa forma, ecoa os movimentos sociais e as mudanças radicais da década anterior. O pai com transtorno bipolar — que empolga e “irrita” na medida certa — talvez seja, na verdade, a representação de uma dificuldade masculina em se reajustar a esse novo mundo.


Filme Sentimentos que curam 2014http://cinema.uol.com.br/noticias/reuters/2015/07/15/sentimentos-que-curam-traz-familia-tentando-lidar-com-problemas-emocionais.htm

Data de lançamento: 16 de julho de 2015 (Brasil)
Direção: Maya Forbes
Música composta por: Theodore Shapiro
Roteiro: Maya Forbes
Indicações: Prêmio Globo de Ouro: Melhor Ator em Comédia ou Musical, mais

Até o próximo post.

Filmaço 100% família, o qual demonstra um relação distante, digamos até que meio omissa de pai e filho, mãe e filho, além de mãe e filha. Outras pessoas fazendo o papel de pai e mãe, porém com os pais ainda vivos, mas as coisas funcionando, mesmo que possa ser visto como distorcido para alguns.

Além de tudo vemos uma forte relação de empregado e patrão, com uma espécie de devoção, algo muito mais difícil hoje em dia, pois vivemos numa sociedade do descolamento, ninguém mais se apega a nada, tudo é efêmero, o presente praticamente não existe mais, ninguém se importa, só olha-se para o passado e pensa-se no futuro.

Confiram esta obra-prima do cinema nacional que deveria estar entre as finalistas do Oscar 2016. Injustiça. 🙁

Filme: Que horas ela volta?

Sinopse:

A pernambucana Val (Regina Casé) se mudou para São Paulo a fim de dar melhores condições de vida para sua filha Jéssica. Com muito receio, ela deixou a menina no interior de Pernambuco para ser babá de Fabinho, morando integralmente na casa de seus patrões. Treze anos depois, quando o menino (Michel Joelsas) vai prestar vestibular, Jéssica (Camila Márdila) lhe telefona, pedindo ajuda para ir à São Paulo, no intuito de prestar a mesma prova. Os chefes de Val recebem a menina de braços abertos, só que quando ela deixa de seguir certo protocolo, circulando livremente, como não deveria, a situação se complica.
adorocinema.com/filmes/filme-231230

Até o próximo post.

Excelente filme, o qual demonstra um forte laço de relação pai e filho num mundo pós apocalíptico.
Drama da melhor qualidade.
Assistam, pois não irão se arrepender.

Sinopse:

O mundo foi destruído há mais de 10 anos, mas ninguém sabe o que exatamente aconteceu. Como resultado, não há energia, vegetação ou comida. Milhões de pessoas morreram, devido aos incêndios, inundações ou queimadas que se seguiram ao cataclisma. Neste contexto vivem um pai (Viggo Mortensen) e seu filho (Kodi Smit-McPhee), que sobrevivem de quaisquer alimento e vestuário que conseguem roubar. Apesar dos contratempos, eles seguem viagem pela estrada, sempre rumo ao oeste dos Estados Unidos.
adorocinema.com/filmes/filme-127661

A estrada (The road)

Até o próximo post.