Com foco em maternidade, gravidez e saúde, portal oferece clube de benefícios gratuito, além de conteúdo exclusivo para pais.

Clube de Vantagens Eu Amo Meu Bebê

A chegada de um bebê, além de alterar muita a rotina de um casal, muda também os gastos da família desde a descoberta da gravidez. São muitos os exames de pré-natal que a futura mamãe tem de se submeter. Se o casal não conta com um plano de saúde, começam os gastos.

Também é preciso preparar a casa para a chegada do novo hóspede. Um quartinho tem de ser preparado e exige novas mobílias e uma decoração acolhedora. Todo um enxoval deve ser preparado: muitas roupinhas, agasalhos, sapatinhos, utensílios e equipamentos, como carrinho e bebê-conforto.

Com o crescimento da criança chegam novos gastos com alimentação e vestuário. Em pouco tempo é chegada a hora de se pensar na educação. E por aí vai, gastos que perduram até a vida adulta dele.

Mas ainda bem que nem todas as decisões de nossa vida se baseiam exclusivamente no aspecto financeiro.  Embora os custos de uma criança sejam altos e preocupem os pais, o número de nascimentos continua alto no Brasil. Segundo o IBGE, em 2016 foram registrados 2,79 milhões nascimentos no país.

Com o intuito de ajudar futuros papais e mamães, chega à internet o primeiro clube de vantagens voltado exclusivamente para gestantes, pais e mães: o site Eu amo meu bebê. O site é gratuito e reúne diversos descontos e promoções em produtos e serviços para a gestante e para os bebês. São mais de 70 parceiros distribuídos em 8 categorias: quarto e decoração, banho e higiene, enxoval, alimentação, para a mamãe, serviços, cursos e eventos, e entretenimento.

Os descontos estão presentes desde compras do dia-a-dia, (como a compra de fraldas com o menor preço) até de outros serviços menos recorrentes, como aluguel de itens infantis, cursos de shantala ou de primeiro socorros. Entre as lojas parceiras estão Bebê Store, Onodera, Curves, Philips Avent, Baby Gym, Casa do Brincar, Cadê Bebê, entre outros. É possível filtrar os benefícios por categoria, por loja ou mesmo pelo parceiro mais próximo da localidade do usuário (ferramenta de geolocalização disponível no site).

Além disso, o portal oferece conteúdo sobre maternidade, gravidez, saúde e primeiros cuidados com o bebê. As dicas compreendem desde o período do início da gravidez até os cinco anos de idade da criança; e tem a orientação de psicóloga, pediatra, obstetra, entre outros profissionais. Dúvidas como “Quais vacinas as gestantes podem tomar?” estão entre os vídeos mais vistos do canal no Youtube.

Com mais de 30 mil cadastrados no clube (que existe desde 2016), toda semana o site traz novidade nos benefícios. Essas e outras novidades podem ser acompanhadas no site, do blog ou através das redes sociais do Eu amo meu BebêFacebook, Instagram ou canal do Youtube.

Basta fazer o cadastro no site, gratuitamente, com o seu login do Facebook e usufruir de mais essa novidade!

Os 10 melhores países para criar seus filhos em 2018

A Dinamarca foi eleito o melhor país para criar seus filhos em 2018, segundo um estudo desenvolvido pelo site US News. A Suécia, agora em segundo lugar, ocupou a primeira posição nos dois últimos anos.
O ranking com os melhores países para se criar um filho é um recorte de um estudo maior que contou com mais de 21 mil pessoas em 80 países classificando-os de acordo com 65 atributos.

Para montar a lista dos países com as melhores condições para criar um filho, foram usadas sete categorias: direitos humanos, felicidade familiar, igualdade de gênero, igualdade de renda, nível de segurança, sistema de educação bem desenvolvido e sistema de saúde desenvolvido.

O estudo que conta com vários rankings faz parte do projeto de análise chamado “Relatório de Melhores Países de 2018”, conduzido pela Universidade Wharton School da Pensilvânia e pelo grupo com atuação global Y & R’s BAV.

“O relatório dos Melhores Países mostra o efeito nação sob as outras, sua prosperidade econômica e como é percebida pelas pessoas no mundo”, afirmou o professor de marketing da Wharton, David Reibstein, em um comunicado.

Os primeiros lugares do ranking são ocupados por países nórdicos, conhecidos por oferecer boa qualidade de vida. O Brasil está 26° lugar neste ranking.

Veja a seguir os 10 melhores países para se criar um filho em 2018:

  1. Dinamarca
  2. Suécia
  3. Noruega
  4. Finlândia
  5. Canadá
  6. Holanda
  7. Suíça
  8. Nova Zelândia
  9. Austrália
  10. Áustria

Até o próximo post.